Como diria o poeta ...

By Nah

" Mas não consigo encontrar alguém que me entenda e, a essa altura, já não sei dividir mais nada, muito menos apartamento. Já não tenho saco pra ser cobrado de nada e dificilmente as mulheres entendem que gosto de ficar sozinho com meus versos, escutando música ou simplesmente em silêncio. "
(Cazuza)

Tá, eu nem ia postar nada, mas minha situação está lamentável, porém não quero piedade de ninguém, nem falar com ninguém. Apenas não aguento mais ser rotulada por causa dos melditos anti-depressivos.
Se o mundo está todo errado, a pergunta é : "Você tomou seus remédios?"
Se te fazem uma enorme maldade e você chora: "Toma seu remédio"
Se te chamam de louca, no sentido perjorativo da palavra: " O que você anda aprontando? Tá tomando seu remédio direito!?"
Se você não aguenta mais acordar com a vizinha gritando, sua tpm está te matando, pessoas estão querendo te prejudicar, você perdeu o encanto por certas coisas: " Você tomou seu remédio?"
"Você sabe quanto custa esse tratamento?"
"Você está desequilibrada, vou ter que ligar para o doutor!"
"Você é louca menina, vai se tratar!"
"Doente mental!"
"Você tá fora da realidade benhê!"
"Você não pode beber, você toma remédios fortes"
"Você tem um traço forte de bipolaridade!"
"Você não é Bipolar, você tem Transtorno de Ansiedade Generalizada."
"Você está perfeitamente bem."
"Você é o demônio dessa casa.!"
"Já tomou o remédio?!"

O que eu digo sobre mim?

Eu sou um Paradoxo. Fato. Ao mesmo tempo que sou Onça, sou fera, sou a Menina doce a espera de alguém que a aceite do seu jeito intenso e passional de viver e agir!
Não existe doença mental no meu caso. Meu problema é social.
Inconformismo (existe essa palavra), inconformismo social !!!
Existe uma doença não mental, mas na energia que circula entre as pessoas daqui.
A falta de afeto, e as palavras rudes!

 

2 comments so far.

  1. Groo 6 de fevereiro de 2009 10:17
    "Existe uma doença não mental, mas na energia que circula entre as pessoas daqui.
    A falta de afeto, e as palavras rudes!"

    Resumiu tudo. E bem. Quem queira fazer algo "diferente do convencional" acaba sendo rotulado de várias formas..."louco"e "irresponsável" são apenas duas delas.

    Hoje vivemos o tempo do "politicamente correto" e isso é nojento.

    abs!
  2. SAULO PRADO 14 de fevereiro de 2009 23:46
    Você já tomou seu remédio?

    Brincadeirinha!
    Bem o fato é que pelo que percebo, sou o oposto de você, pois, eu participo do coro dos contentes, mais estranhamente adorei o seu blog. Como dizem os opostos se atraem,
    Beijos, e até mais...

Something to say?