Gaza, a bomba relógio !

By Nah
Companheiros, estou lendo coisas horríveis sobre essa guerra na Faixa de Gaza entre Israel e a Palestina.
Pra ser sincera, amanhã vou procurar um bom livro e ligar para meu professor de História da Faculdade pra tentar entender melhor o princípio dessa atrocidade.
Achei algumas fotos que gostaria de compartilhar com vocês aqui.
Segundo o site: www.multiplosuniversos.com.br Israel não sobreviverá, mesmo estando em vantagem na guerra, por se configurar como um Estado paradoxo que envolve a religião, as raças e as etnias como justificativa do terror contra o povo Palestino. Sabemos que um Estado embasado nesses fatores não pode ser chamado de Estado Democrático, até porque muitos são os perseguidos dentro dessa gama de fatores que envolvem a guerra.
Em seu texto sobre a instabilidade constante do Estado de Israel Gilson Godim, cita a bomba relógio politica e econômica pela qual Israel está rodeado, inclusive sobre as eventuais coloborações americanas fornecidas pelo Tio Sam!
Palestinos e Israelenses. O que irão ganhar com a guerra?!
Após assistir o documentário "Fahrenheit 9.11" que aborda a questão da manipulação dos ataques e a omissão de dados dos ataques terroristas em 11 de setemmbro de 2001, minhas suspeitas de que o poder americano manipula praticamente o mundo todo através dos grandes empresários espalhados pelo mundo, e que promove ou intervem em guerras para atender a esses individuos, se confirmaram.
Vale a pena assistir e conferir como OSAMA Bin Laden foi apenas um bode expiatório dos EUA, para justificar, através do terror do dia 11.09, a luta quase angelical do governo americano pela paz mundial, o que resultou também em uma boa desculpa para invadir o Iraque, atrás do repugnante Saddan Hussen, em busca de oferecer ao povo Iraquiano sua liberdade e democracia!
Ora Ora ...
TUDO milimetricamente planejado pelo não menos terrorista George W. Bush. E o mundo aplaudiu o enforcamento do manda chuva iraquiano sem questionar o fato de que se Saddan era condenado por crimes de guerra, muita gente também deveria ser condenada à forca, entre essas pessoas, provavelmente estaria o queridinho do papai: Georginho!
Mas já fiquei feliz com aquela sapatada do jornalista! ahh! Isso foi bem humilhante hein?!
Enfim, gostaria de explicitar minha opnião:
Embora em Israel a guerra seja configurada de outra forma, não é improvavél que haja um dedinho maldoso dos EUA para a manutenção desse genocídio, além do mais, em minha opnião, a Organização das Nações Unidas está demorando demais para REALMENTE agir!
Fato: Na guerra, nada ganham os patriotas (idiotas!) que colocam seus uniformes e saem matando civis e até mesmo outros militares patriotas (idiotas!) que estão lá no campo de batalha, longe de suas famílias, perdendo seus amigos gradativamente de uma forma devastadora, assim como os civis de ambos os lados perdem seus filhos, pais, esposos, esposas ...e nada ganham!


Afinal, o que eles fizeram contra Israel?!
Que tipo de perigo oferecem?!
A Guerra apenas é interessante para quem a comanda, de dentro de um escritório, tomando uísque importado e charutos caros.
A Guerra só favorece os poderosos.
Você militar, não ganha.
Você civil, não ganha!
Vocês, passageiros do Planeta Terra, não ganham!
Essa falsa idéia de patriotismo me revolta ...
Meu patriotisto é pelas pessoas que constituem a pátria, pelos seres humanos múltiplos dos quais vale a pena se orgulhar e vale a pena lutar, de forma pacífica, é claro!

 

3 comments so far.

  1. Groo 14 de janeiro de 2009 11:32
    Natália, entender esse conflito não é tarefa muito fácil, porque não é recente e envolve, além da geopolítica, aspectos religiosos e culturais. O ato de criação do estado de Israel em 1948 só piorou as coisas que já não eram muito boas na região.

    A ONU demonstra para que serve na prática: apenas ladrar, mais para pequinês do que para pastor alemão. A verdade é que Israel = EUA. Se Israel fosse isolado ou se a Palestina fosse um Estado reconhecido, a intervenção militar teria acontecido há muito.

    Por muito menos, Cuba sofre até hoje com um bloqueio imposto pelos EUA.

    Recomendo a você a visita ao site www.novae.inf.br . Vale a pena.

    abs!
  2. Groo 14 de janeiro de 2009 11:33
    PS: Israel não vencerá mesmo. Só irá piorar as relações na região. O Irã está muito quieto. Quieto até demais.
  3. Pedro Luso de Carvalho 28 de janeiro de 2009 15:30
    Olá, Natália,

    O morticínio que está ocorrendo na Faixa de Gaza, nessa guerra entre Israel e a Palestina, não pode ter a mínima justificação. Imaginemos um casal que se une para cosntituir família: a mulher fica grávida, nasce o filho esperado pelos país, que passa a ser criado com toda a dedicação e cuidados, num círculo de amor recíproco (pais e filho, filho e pais), colocam-no na escola aos seis anos, já pensando num futuro brilhante para ele; e é com esse pensamento que a mãe o leva todos os dias à escola. E, num triste dia, quando essa mãe vai buscá-lo, encontra a escola em chamas, destruída pelas bombas lançadas pelos judeus, e no seu interior, alguma coisa de seu filho poderá ser encontrado, para enterrá-lo com os sonhos de seus pais, que agora o terão apenas na saudade.

    Um abraço,

    Pedro.

Something to say?